Carros elétricos, evolução automobilística

A busca pela preservação do meio ambiente cresce cada vez mais, e isso não é diferente na indústria automobilística. O aumento na produção e inovação de carros elétricos mostra a preocupação de algumas empresas com a sustentabilidade do planeta.

Na incansável busca por um combustível limpo e renovável, surge a ideia de usar a eletricidade aliada a avançadas tecnologias de potência e autonomia. Os carros elétricos já existem há um bom tempo, mas sempre foram considerados “protótipos” de algo maior. Hoje, essa realidade já é bem diferente. Com a entrada da Tesla no mercado de carros elétricos, se popularizou a febre dos veículos movidos a eletricidade. Com seus designs extravagantes e luxo, embarcado em um sistema elétrico de auto rendimento com sistemas tecnológicos de ponta, os automóveis da Tesla ganham cada vez mais espaço nas ruas e dominam o mercado de carros elétricos.

Além da Tesla, toda hora novas empresas entram nessa corrida do mercado automobilístico sustentável. Grandes marcas como Porsche, BMW, Renault, Nissan, Mitsubishi, Jaguar, Harley Davidson e etc, começaram a inovar e projetar carros e motocicletas movidos a energia elétrica.

Agora, falando em benefícios, quais as vantagens e desvantagens de se ter um carro elétrico?

Vantagens:

• Não produz barulho nem fumaça: O carro elétrico contribui não só para você, mas com o meio urbano todo quando a questão é poluição sonora, pois os motores elétricos praticamente não produzem barulho. E ainda, mesmo que nos ciclos de geração de energia haja emissão de poluentes e gases do efeito estufa, muitas das emissões prejudicais a saúde ficarão apenas aos arredores das usinas, longe dos centros urbanos. 

• Desempenho superior: Pisando no acelerador você já percebe a brutalidade de torque que o motor elétrico é capaz de entregar imediatamente às rodas, e ainda por cima, sem desperdício, proporcionando uma sensação de condução realmente esportiva. Alguns carros elétricos superam muitas versões esportivas de veículos comuns a combustão e até mesmo carros esportivos de grande porte.

• Menor custo por km rodado: Em geral, a eletricidade é mais barata nas grandes cidades, sendo bem mais barata que os combustíveis, além de que os veículos elétricos não possuem escape nem precisam de trocas de óleo.

• Baterias cada vez menores e mais eficientes: As baterias estão a cada dia mais tecnológicas e menores, deixando de ser uma dor de cabeça quando falamos em praticidade e autonomia.

• Ganhos de escala: Hoje os carros elétricos são caros, mas se produzidos em larga escala, os preços caem e tendem a ficar mais acessíveis.

• Geradores: Ao contrário do que a maioria pensa, os carros elétricos não são sugadores de energia, podendo ser usados em questões de emergências, podendo por exemplo, abastecerem uma casa, comércio ou hospital.

Desvantagens:

• Baixa autonomia e preços altos: Pela baixa autonomia das baterias dos veículos elétricos “populares”, os veículos elétricos ficam restritos aos centros urbanos, pois os elétricos de longa distância como o Tesla X possuem um elevado custo.

• Emissão zero, mas e a geração da energia?: O carro elétrico pode não emitir gases por um escapamento, mas olhando no ciclo total, não é tão sustentável assim. Muitos países tem sua principal fonte energética provida da queima de combustíveis fósseis. O Brasil pode levar vantagem por ser a maior parte de sua energia produzida por hidrelétricas, mas levando em consideração um aumento massivo na demanda dos carros elétricos, o país também teria de achar outros meios de conseguir abastecer a demanda de energia, que caso não seja sustentável, não faz sentido trocar combustão por energia.

• Reparos na oficina: De fato, você já deve imaginar que não é qualquer mecânico de esquina que vai conseguir arrumar o defeito de um carro elétrico, com exceção de pneus ou faróis queimados. O proprietário de um carro elétrico ou híbrido raramente vai conseguir escapar da rede autorizada, o que limita a possibilidade de um conserto rápido e barato.

Mas você pode estar se perguntando: “como esses veículos são recarregados?”. Pois bem, a recarga das baterias é feita em qualquer local que tenha uma tomada e, claro, o acesso para poder usá-la e recarregar as baterias do seu veículo. No entanto, também existem as centrais de recarga. As centrais de recarga (ou estação de recarga de baterias) são nada mais que um posto de abastecimento elétrico, situados em locais públicos de fácil acesso aos veículos elétricos, como estacionamentos de parques, shoppings e lojas que dispõem de um local para deixar o veículo enquanto o dono executa outra atividade. De acordo com o local de instalação, as estações podem suportar diversas funções e requisitos, sendo elas:

• Fluxo de energia, que é a gestão de carga e retroalimentação;

• Segurança, ou seja, o bloqueio do plug e secionamento, bem como manobra e proteção;

• Comunicação, refere-se à liberação de uso, faturamento e interface utilitária;

• Liberação de barreiras, diz respeito ao acesso à central de abastecimento;

• Múltiplos serviços, de acordo com a necessidade e condições de contorno.

Não esquecendo ainda da segurança do local, como sinalização com placas, regulamento de estacionamento, local adequado para instalação da estação e o principal obstáculo: o vandalismo.

O você? O que acha dos carros elétricos nos dias de hoje?

Se você pretende adquirir um veículo elétrico, saiba que a KS Energia Solar disponibiliza carregadores de alto padrão para as recargas.

Ficou interessado? Entre em contato Clicando aqui para solicitar um orçamento!